Jacob Grimm: da exaltação da língua alemã à linguística do século XIX

Autores

  • Raul de Carvalho Rocha Universidade Federal de Alagoas
  • Núbia Rabelo Bakker Faria Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i45.1123

Palavras-chave:

Grimm, Lei Fonética, Romantismo Alemão

Resumo

O presente trabalho busca demonstrar a influência e o impacto dos ideais do Romantismo alemão no direcionamento das reflexões sobre a linguagem no século XIX, que contribuiu para o estabelecimento da Linguística como ciência. Será dada ênfase a Jacob Grimm (1785–1863), conhecido pela compilação, com o seu irmão, Wilhelm (1786–1859), de contos infantis extraídos do folclore alemão (publicados entre 1812–1815) e pela formulação da nomeada “primeira lei fonética”. Influenciado pelo nacionalismo romântico, que se caracterizou por recusar o passado clássico e por exaltar a literatura e a língua nacionais, Grimm dedicou-se ao estudo das manifestações culturais genuinamente germânicas e da língua alemã, com vistas a enaltecer a identidade nacional. O resultado, entretanto, foi a importante descoberta da mutação fônica sistemática, observada na comparação entre o grego, o gótico, o latim e o sânscrito, que influenciará os rumos dos estudos linguísticos modernos. Partindo-se de uma contextualização histórica e exposição teórica sobre o Romantismo, relacionar-se-ão os ideais do movimento com a obra linguística de Grimm. Trata-se de uma pesquisa de natureza bibliográfica, teoricamente fundamentada em Robins (1979) e Morpurgo Davies (1998), obras voltadas para a historiografia linguística, e em Guinsburg (1978), no campo da teoria da literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Raul de Carvalho Rocha, Universidade Federal de Alagoas

Graduando em Letras, com a habilitação em Língua Portuguesa, pela Universidade Federal de Alagoas. Atualmente, é monitor da disciplina Teoria Linguística 1, sob a orientação de Núbia Rabelo Bakker Faria, professora ativa permanente, Associado 4, da UFAL. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Lingüística Histórica. É membro do grupo de pesquisa Línguas Brasileiras: Análise, Aquisição e Ensino, da UFAL.

Núbia Rabelo Bakker Faria, Universidade Federal de Alagoas

Professora doutora ativa permanente da Universidade Federal de Alagoas

Downloads

Publicado

2018-08-22

Como Citar

Rocha, R. de C., & Faria, N. R. B. (2018). Jacob Grimm: da exaltação da língua alemã à linguística do século XIX. Revista Da Anpoll, 1(45), 263–275. https://doi.org/10.18309/anp.v1i45.1123

Edição

Seção

SEÇÃO LINGUÍSTICA