A Dimensão Linguístico-Discursiva da Memória Nostálgica no Âmbito de Estrutura Composicional

Alana Destri, Anselmo Lima

Resumo


Nostalgia é rememoração com apego emocional, um sentimento complexo e universal. Por ser algo vivido e compartilhado signicamente nas mais diversas esferas de interação humana, pode ser compreendido como algo profundamente linguístico-discursivo. Tendo isso em vista, enunciados nostálgicos foram o objeto de estudo para o aprofundamento científico sobre a dimensão discursiva do sentimento. Este artigo, em especial, visou explorar o padrão de manifestação nostálgica em relação à estrutura composicional do gênero editorial. Para tanto, fez-se uso de um corpus notoriamente nostálgico que conta com 106 editoriais da Revista Ferrovia publicados entre 1935 e 2017. A partir disso, utilizou-se de forma conectada o arcabouço teórico de gêneros do discurso de Mikhail Bakhtin e o psicossocial de Constantine Sedikides. À luz da teoria, as análises foram feitas e possibilitaram que certo padrão de manifestação fosse identificado e descrito, ampliando, assim, a compreensão do fenômeno em seu âmbito linguístico-discursivo.


Palavras-chave


Nostalgia; Gênero Discursivo; Estrutura Composicional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i1.1215

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Alana Destri, Anselmo Lima

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.