Investigando representações identitárias em charges no contexto da sala de aula: multimodalidade, leitura crítica e interseccionalidade

José Maria de Aguiar Sarinho Júnior, Fábio Alexandre Silva Bezerra

Resumo


No contexto de mudanças significativas na compreensão acerca do texto, bem como dos processos de leitura e de escrita, na sociedade contemporânea, este artigo tem como objetivo principal discutir representações identitárias construídas por meio do texto multimodal charge no contexto de sala de aula na Educação Básica. Para tanto, utilizamos conceitos e categorias de análise propostos por Kress e van Leeuwen (2006) em sua Gramática do Design Visual, bem como aprofundamos as discussões com base em estudos identitários (MOITA LOPES, 2006; ANDRADE, 2014) a partir de uma perspectiva descolonial (KLEIMAN, 2013; SANTOS, 2004). Este estudo, caracterizado como pesquisa-ação de abordagem qualitativa e interpretativa, foi desenvolvido em escola pública estadual da cidade de Orobó, com alunos/as dos 2.º e 3.º anos do Ensino Médio. Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento de práticas de leitura e de escrita baseadas em uma abordagem crítica e interseccional, que integrem múltiplas linguagens e semioses em sala de aula, além de incluir discussões sobre questões sociais complexas, como as experiências identitárias, em um país com características tão diversas em face a frequentes mudanças na vida sociocultural, histórica e política.


Palavras-chave


Multimodalidade; Charge; Representações Identitárias; Ensino

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i2.1399

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 José Maria de Aguiar Sarinho Júnior, Fábio Alexandre Silva Bezerra

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.