Relatos de estudantes universitários autistas sobre suas interações com indivíduos não autistas e autistas: uma perspectiva dos estudos retóricos de gênero

Jacquie Ballantine, Natasha Artemeva

Resumo


Um número crescente de estudantes autistas tem se matriculado em universidades ao redor do mundo. Esses estudantes são ensinados majoritariamente por instrutores não autistas que tentam auxiliá-los durante seu aprendizado dos letramentos acadêmicos, sem entender completamente esse grupo de alunos neurodiversos. A maior parte das pesquisas sobre o desenvolvimento de letramentos acadêmicos, inclusive sobre escrita acadêmica, até hoje não investigou a experiência de ser um estudante autista em uma universidade. Nesse estudo piloto qualitativo e exploratório com um pequeno grupo, nos baseamos nos Estudos Retóricos de Gênero (ERG) para investigar os relatos de 12 estudantes autistas de duas universidades canadenses em relação às suas interações com indivíduos não autistas e autistas na universidade. A partir da análise da perspectiva de ERG, nós fomos capazes de estabelecer e desvendar a natureza retórica dessas interações. Entender a natureza retórica dessas interações fornece um primeiro passo para desenvolver auxílio efetivo para estudantes autistas que estão aprendendo a falar e escrever academicamente em um predominante contexto universitário de não autistas.

Palavras-chave


Autismo; Escrita acadêmica; Letramento acadêmico; Estudos Retóricos de Gêneros; Interações sociais

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i2.1406

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Jacquie Ballantine, Natasha Artemeva

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.