Drummond e a poesia social

Marcelo Bortoloti

Resumo


Na primeira metade dos anos 1940, o poeta Carlos Drummond de Andrade assumiu um engajamento político raro em sua trajetória, alinhado a ideias de esquerda e ao comunismo internacional. Esta postura refletiu-se tanto em sua conduta profissional, como funcionário no Ministério da Educação e Saúde, quanto em suas referências poéticas. Neste artigo são apresentados alguns aspectos de sua atuação política, e analisado o conceito de “poesia social”, conforme entendimento do próprio Drummond, a partir de textos que ele publicou na imprensa da época. Este gênero de poesia, do qual passou a ser um grande entusiasta e defensor, iria influir diretamente na fatura de seu livro mais engajado, A rosa do povo, publicado em 1945.


Palavras-chave


Carlos Drummond de Andrade; Poesia Social; Segunda Guerra Mundial; Partido Comunista; Modernismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i3.1448

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Marcelo Bortoloti

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.