NARRATIVA E ACONTECIMENTO NO CASO ISABELLA: ALGUMAS REFLEXÕES PRELIMINARES

Autores

  • Conrado Moreira Mendes*
  • Waldir Beividas**

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i29.173

Resumo

O presente artigo analisa à luz dos conceitos de narrativa e de acontecimento, advindos da Semiótica Discursiva, a cobertura
jornalística do Jornal Nacional a respeito do Caso Isabella, um dos
episódios de maior repercussão dos últimos anos do jornalismo
brasileiro. A análise se centra nas duas lógicas do discurso evidenciadas por Zilberberg (2006): a lógica implicativa e a lógica
concessiva. No primeiro caso, as relações são de pressuposição, a
partir do construto da teoria greimasiana da narrativa. No outro,
os estudos sobre acontecimento reservam uma posição de destaque
a eventos da ordem do não esperado, do fortuito. A análise salienta
ainda a pertinência do conceito de acontecimento de longa duração
(TATIT, 2009) ao corpus examinado.

Palavras-chave: Acontecimento; Narrativa; Semiótica Discursiva;
Comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2010-12-15

Como Citar

Mendes*, C. M., & Beividas**, W. (2010). NARRATIVA E ACONTECIMENTO NO CASO ISABELLA: ALGUMAS REFLEXÕES PRELIMINARES. Revista Da Anpoll, 1(29). https://doi.org/10.18309/anp.v1i29.173