QUAL O LUGAR DAS EMOÇÕES NOS ESTUDOS DA LINGUAGEM DO SÉCULO XXI?

Marinalva Vieira Barbosa*

Resumo


Este artigo apresenta uma reflexão sobre a relação entre linguagem,
emoção e enunciação. Para realizar o estudo, tomo como base discursos de professores e alunos em situação de interação em sala de aula. Tendo como ancoragem teórica as concepções bakhtinianas, analiso as dimensões lingüísticas e discursivas desses discursos. O discurso constituído e constitutivo de emoção é signo do que pode ocorrer ao sujeito que, pondo-se no interior de uma situação de interação, enuncia um estado afetivo em face do diálogo com a alteridade (CHARAUDEAU, 2000).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i29.175

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.