Reflexões sobre a tradução de si: Ugo Foscolo e Jacopo Ortis entre a vida e a poiesis

Karine Simoni

Resumo


O artigo objetiva analisar a interconexão entre a escrita de si e a tradução de si a partir da experiência de Ugo Foscolo (1778-1827), autor do romance Ultime letterediJacopoOrtis [As últimas cartas de JacopoOrtis], publicado em definitivo em 1817. Toma-se como corpus o referido romance e as cartas que Foscolo enviou à AntoniettaFagnaniArese entre 1801 e 1803, período que coincide com a primeira publicação completa de Ultime LetterediJacopoOrtis. Uma leitura comparativa entre as cartas trocadas entre Foscolo e Arese e as cartas escritas pelo personagem JacopoOrtis e endereçadas a Lorenzo Alderani revela pontos em comum na escrita de Foscolo e do protagonista do seu romance. Utiliza-se o conceito de autor implícito de Wayne Booth (1980) e as considerações sobre tradução em Marco Lucchesi (2016).


Palavras-chave


Escrita de si; Tradução de si; Ugo Foscolo; Jacopo Ortis; Autor implícito

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i44.1149

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 Karine Simoni

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.