O EPIFENÔMENO DA ALTERNÂNCIA DE VALÊNCIA NA LÍNGUA TENETEHÁRA (TUPÍ-GUARANÍ)

Ricardo Campos Castro

Resumo


Este artigo tem como objetivo principal exibir três mecanismos de alternância de valência na língua Tenetehára (Tupí-Guaraní). O primeiro processo analisado é a incorporação nominal sem diminuição de valência. A segunda construção investigada é a voz antipassiva. Mostraremos que um verbo transitivo pode ser antipassivizado quando recebe o morfema {-pur(u)}. Além disso, defendemos que as construções antipassivas não são exclusivas de línguas ergativas. Finalmente, o terceiro fenômeno analisado é o aumento de valência por meio do morfema aplicativo {-er(u)}. Baseado na proposta de Pylkkänen (2002) e Vieira (2001, 2010), propomos que este morfema seja a instanciação de um núcleo aplicativo alto

Palavras-chave


alternância de valência, estrutura argumental, sintaxe gerativa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i34.674

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.