QUANDO AS CRIANÇAS PASSAM A ENTENDER QUE DOIS TEXTOS QUEREM DIZER O MESMO, AINDA QUE AS PALAVRAS NELES CONTIDAS SEJAM DIFERENTES?

Onici Claro Flôres

Resumo


Este artigo discute quando leitores iniciantes passam a distinguir o texto tal como escrito do(s) seu(s) possível (eis) sentido(s). Inicialmente, reorientou-se a atuação docente, sugerindo-se o “pensar alto em grupo” (ZANOTTO; PALMA, 2008), como instrumento pedagógico e como metodologia de pesquisa. O estudo desenvolveu-se em 2011, envolvendo 57 crianças. As práticas leitoras propostas foram filmadas e transcritas. As conclusões indicam que discutir em grupo e interpretar/produzir paráfrases propicia a construção intersubjetiva do conhecimento, facilitando a emergência da consciência textual.

 


Palavras-chave


Leitura; Recepção leitora; Paráfrase; Consciência textual

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i37.776

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.