Crônica. Chronique. Crónica

Autores

  • Lucia Granja UNESP

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i38.837

Palavras-chave:

Crônica, Jornalismo literário, Brasil, França, América-Latina

Resumo

 

 Neste artigo, analisamos algumas das características da formação crônica brasileira no século XIX, a partir da ocupação do espaço das páginas dos jornais na primeira metade do século XIX. Nossa perspectiva está centrada na compreensão das trocas culturais, indicando que um estudo mais aprofundado da crônica precisa levar em conta as relações entre os países americanos e europeus, sem desconsiderar os movimentos interamericanos e sua importância no processo de estabelecimento dos jornais e formas jornalísticas no Brasil e na América. Como exemplo desse processo cultural amplo a ser um dia mais conhecido, analisamos um dos efeitos da travessia e inserção do gênero textual adaptado ao longo do tempo ao espaço do rodapé dos jornais quotidianos brasileiros, indicando, como conclusão, pontos de comparação no que diz respeito ao acolhimento da crônica em países americanos hipanofônicos.

 


Creative Commons License 
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucia Granja, UNESP

Doutora em Teoria e História Literária (UNICAMP), professora de Literatura Brasileira (UNESP, câmpus de São José do Rio Preto)

Downloads

Publicado

2015-11-28

Como Citar

Granja, L. (2015). Crônica. Chronique. Crónica. Revista Da Anpoll, 1(38), 86–100. https://doi.org/10.18309/anp.v1i38.837

Edição

Seção

II. CRÔNICA. CHRONIQUE. CRÓNICA