IMANÊNCIA E TRANSCENDÊNCIA NA MINEIRIDADE

Autores

  • Rafael Senra Coelho UFJF
  • André Monteiro
  • Teresinha Zimbrão

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i41.870

Palavras-chave:

Mineiridade, Representação, Guimarães Rosa

Resumo

No presente artigo, analisamos representações da identidade de Minas Gerais, passando pela formação cultural, intelectual e política do Estado. A partir dessas considerações iniciais, teremos como foco o livro Grande Sertão: Veredas, onde detectamos uma vertente da mineiridade cujos novos (e indefinidos) vetores apontam para além das habituais representações.


Creative Commons License 
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rafael Senra Coelho, UFJF

Doutorando em letras (teoria literária) pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Autor de quadrinhos, escritor, compositor.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

Coelho, R. S., Monteiro, A., & Zimbrão, T. (2016). IMANÊNCIA E TRANSCENDÊNCIA NA MINEIRIDADE. Revista Da Anpoll, 1(41), 75–86. https://doi.org/10.18309/anp.v1i41.870

Edição

Seção

I. MEMÓRIA, IDENTIDADE, HISTÓRIA