Deslocamentos subjetivos diante do impossível de educar

Juliana Santana Cavallari

Resumo


Esta pesquisa se ancora nos procedimentos teórico-metodológicos da Análise de Discurso em uma interface com algumas noções psicanalíticas. A partir de algumas formulações proferidas no espaço de sala de aula de Língua Inglesa e que, aparentemente, produziram impasses subjetivos e/ou mal-estar no aprendiz, buscou-se entrever modos de o sujeito de pesquisa (re)visitar sua relação com o seu dizer e com os discursos que possibilitam diferentes posicionamentos e laços sociais. A análise dos registros sugeriu que o que se materializa como o impossível de educar pode nos apontar, enquanto professores, para saídas possíveis e singulares. Nos registros abordados, os aparentes erros, lapsos e tropeços cometidos pelo sujeito-aluno foram tomados, pelo professor-pesquisador, como significantes que clamam por uma significação singular, desencadeando deslocamentos subjetivos. 

 


Creative Commons License 
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


Palavras-chave


AD; Psicanálise; Língua e Ensino

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i39.909

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2016 Revista Anpoll

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.