Noam Chomsky: um autor, duas imagens?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i45.1177

Palavras-chave:

Discurso, Autoria, Cenas da enunciação, Ethos

Resumo

O presente artigo pretende analisar a construção da dupla imagem do autor Noam Chomsky, linguista e ativista político norte-americano, tendo como fundamento os pressupostos teóricos da análise do discurso, perquiridos pelo teórico francês Dominique Maingueneau, como as três instâncias que compõem o funcionamento da autoria (pessoa, escritor, inscritor) e as dimensões de regulação e gestão da obra de um autor. Analisa-se como os organizadores das obras de Chomsky, nas duas esferas distintas de circulação de seus textos, da
linguística e da crítica política, foram responsáveis por fazer emergir, principalmente por meio da cena genérica dos prefácios e introduções de seus livros, duas imagens distintas de um mesmo autor: um Chomsky duplo e um
Chomsky único. Nesse sentido, nos detemos sobre o ethos próprio dos respectivos campos do discurso que compreendem as cenas da enunciação das obras de Noam Chomsky, aqui adotadas como corpus documental, sobretudo com o intuito de entender como determinadas imagens desse autor foram construídas e legitimadas dentro da instituição da linguística e do ativismo político de formas distintas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Roberto Leiser Baronas, Universidade Federal de São Carlos

Trabalhando como mecânico de máquinas agrícolas, cursou o Ensino Médio Magistério na Escola Estadual Ministro João Alberto, em Nova Xavantina - MT (1986). Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT - Campus Universitário do Araguaia em Pontal do Araguaia - MT (1994) e doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Araraquara (2003). Desenvolveu sua tese sob a orientação de Edna Fernandes dos Santos Nascimento. Com apoio de bolsa PDEE/Capes, fez doutorado sanduíche na Université Paris Est - Créteil - Val de Marne - França, no Centro de Estudos de Discursos, Imagens, Textos, Escritos e Comunicação - CÉDITEC - sob a supervisão de Simone Bonnafous (2003). Trabalhou como professor de Língua Portuguesa na rede estadual de ensino fundamental e médio de Mato Grosso, onze anos e meio na Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT - Campus de Alto Araguaia. Atualmente é professor Associado no Departamento de Letras e orientador de iniciação científica, de dissertação de mestrado e de tese de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Lingüística da Universidade Federal de São Carlos - UFSCAR e de dissertação e de tese no PPGEL - da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, nível 1 D. Realizou estágio de Pós-Doutorado de um ano com bolsa PDS do CNPq, junto ao Grupo de Pesquisa/CNPq Linguagem, Identidade e Memória, no Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem/LAEL/Faculdade de Filosofia Comunicação Letras e Artes/ Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC-SP, sob a supervisão de Beth Brait. Traduziu diversos artigos e livros relevantes no campo dos estudos discursivos. É organizador e autor de diversos livros e artigos no domínio dos estudos discursivos. É um dos editores responsáveis pela Revista de Popularização em Ciências da Linguagem - Linguasagem da UFSCar. Foi Editor da Revista da Associação Brasileira de Linguística - ABRALIN de 2014 a 2017. Foi Delegado Regional da Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso - ALED - Brasil de 2014 a 2017. Foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística - ANPOLL, no período de 2016 a 2018. É um dos coordenadores do Laboratório de Estudos Epistemológicos e de Discursividades Multimodais - LEEDiM - UFSCar/CNPq e do Instituto Mattoso Câmara de Estudos Interdisciplinares de Linguagem - UFSCar/CNPq. Tem experiência na área de Linguística com ênfase nos domínios da Análise do Discurso e da Filosofia da Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: análise do discurso, discurso político e epistemologia e história da linguística brasileira.

Júlio Ântonio Bonatti Santos, Universidade Federal de São Carlos

Doutorando em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos UFSCar. Mestre em História pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP. Graduado em História pela UNESP, campus de Franca. Atuou como professor de diversas disciplinas da área de Ciências Humanas na Universidade de Franca (UNIFRAN - Grupo Cruzeiro do Sul Educacional), nas modalidades presencial e a distância. Pesquisou História dos Intelectuais, História Política e História do Pensamento Econômico. Atualmente se dedica à pesquisa na área de Análise do Discurso com um projeto sobre a construção da dupla imagem do autor Noam Chomsky, linguista e ativista político.

Downloads

Publicado

2018-08-22

Como Citar

Baronas, R. L., & Bonatti Santos, J. Ântonio. (2018). Noam Chomsky: um autor, duas imagens?. Revista Da Anpoll, 1(45), 276–290. https://doi.org/10.18309/anp.v1i45.1177

Edição

Seção

SEÇÃO LINGUÍSTICA