Considerações sobre Erros Ortográficos Envolvendo os Ditongos Variáveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v51i1.1241

Palavras-chave:

Alfabetização, Aquisição da Escrita, Grafia dos Ditongos Variáveis

Resumo

O presente artigo focaliza o erro ortográfico referente à grafia dos ditongos variáveis do Português Brasileiro “ai”, “ei” e “ou”, em textos produzidos por crianças em fase de alfabetização, nos quais são constatados casos tanto envolvendo inserção de semivogal (caichoeira, goustou), quanto apagamento dessa estrutura (fejão, caxa). Os trabalhos que se ocupam desse assunto revelaram duas tendências para o surgimento de erros envolvendo essa classe de ditongo, a saber, a influência da oralidade e do próprio processo de escolarização. Ainda que incorretos em termos gramaticais, tais desvios indiciam a construção de hipóteses da criança que, muitas vezes, toma como base para sua escrita aquilo que já aprendeu sobre estruturas linguísticas da língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marco Antônio Adamoli, Instituto Federal Sul-rio-grandense, Pelotas, Rio Grande do Sul

Professor da área de linguagens do IFSul, Doutor em Educação (UFPel) e doutorando em Letras (UFPel).

Downloads

Publicado

2020-05-08

Como Citar

Adamoli, M. A. (2020). Considerações sobre Erros Ortográficos Envolvendo os Ditongos Variáveis. Revista Da Anpoll, 51(1), 125–138. https://doi.org/10.18309/anp.v51i1.1241

Edição

Seção

Estudos Linguísticos (2020)