Efeitos Ortográficos na Percepção da Fala: Evidências de uma Tarefa de Decisão Lexical Auditiva com Falantes Brasileiros de Inglês

Alison Roberto Gonçalves, Rosane Silveira

Resumo


O presente estudo investigou efeitos ortográficos em uma tarefa de percepção da fala realizada por falantes brasileiros de inglês. O estudo empregou um léxico artificial que simulava relações grafo-fônicas opacas e transparentes do inglês em posição nuclear (deit, toud). Participantes aprenderam esse novo conjunto de palavras através de um paradigma de treinamento de exposição repetida, no qual foram inicialmente introduzidas formas fonológicas associadas aos seus pares visuais, seguidas de associações às suas representações ortográficas. Uma tarefa de decisão lexical auditiva foi administrada após o treinamento. Resultados indicaram que a consistência ortográfica não afetou o tempo de reação dos sujeitos com o léxico que haviam aprendido, embora o tempo de reação com palavras opacas tenha sido maior. No entanto, a ortografia influenciou o tempo de reação registrado para palavras com as quais participantes não haviam recebido treinamento. Entretemos que ter que realizar análise lexical de palavras desconhecidas levou os participantes a recrutarem a ortografia como um mecanismo que auxilia na análise lexical. O recrutamento ortográfico foi concebido, então, como um processo estratégico que auxilia a decisão lexical em tarefas auditivas temporalizadas.

Palavras-chave


Percepção da Fala; Ortografia; Tarefa de Decisão Lexical

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i51.1372

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Alison Roberto Gonçalves, Rosane Silveira

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.