Representações do trabalho do professor na revista Nova Escola: um estudo de caso a partir do gênero reportagem

Aline Nardes dos Santos, Rove Chishman

Resumo


Este artigo analisa uma reportagem proveniente de uma das publicações especializadas mais conhecidas pelo público dos educadores: a Nova Escola. O objetivo principal é analisar como o agir docente é representado nesse texto, partindo de uma perspectiva de ensino como trabalho complexo, permeado por conflitos, prescrições e coerções (BRONCKART, 2006a; MACHADO, 2004; AMIGUES, 2004; BUENO; 2007; BUTTLER, 2009). Assim, a análise textual-discursiva empregada tem como base os pressupostos do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 2004, 2006a, 2006b, 2008), os quais atribuem à linguagem um papel central no estudo das representações e avaliações relacionadas ao trabalho docente, dentro e fora da esfera educacional. De modo geral, os resultados indicam que o professor, nessa reportagem, é predominantemente configurado como profissional desvinculado dos conflitos e das prescrições que permeiam o seu métier, cujas iniciativas individuais – centradas na busca por cursos, capacitações e materiais de apoio – seriam suficientes para garantir o êxito de seu trabalho.


Palavras-chave


Trabalho do professor; Representações; Revista Nova Escola; Reportagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i2.1401

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Aline Nardes dos Santos, Rove Chishman

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.