O Planejamento leva à Perfeição? Os Efeitos de Diferentes Condições de Planejamento Pré-Tarefa sobre o Desempenho Oral em L2

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v51i1.1410

Palavras-chave:

Planejamento pré-tarefa, Produção Oral, Inglês como L2

Resumo

Este artigo reporta um estudo que investigou os efeitos de diferentes condições de planejamento pré-tarefa sobre o desempenho oral em L2. Vinte e seis aprendizes de inglês de um instituto de línguas realizaram uma tarefa oral na qual tiveram de descrever três figuras, cada uma por um minuto, sob as seguintes condições: não-planejamento, planejamento oral e planejamento escrito. O desempenho oral dos participantes foi examinado em termos de fluência (speech rate unpruned e speech rate pruned), acurácia gramatical (erros por 100 palavras) e densidade lexical (proporção de palavras produzidas com propriedades gramaticais e lexicais). As medidas de produção oral foram comparadas estatisticamente de acordo com as condições de planejamento, seguindo um design intra-sujeitos. Os resultados mostram que, em geral, planejar afetou positivamente a performance oral em L2, especialmente a fluência. Os aprendizes realizaram melhor a tarefa quando tiveram pelo menos um minuto para elaborar sua fala quando comparado à condição que não dispunha de tempo de planejamento. Entretanto, ao comparar as condições oral e escrita, uma não se sobressaiu a outra, possivelmente pelo modo como foram operacionalizadas. Interpretado de outra forma, isto pode indicar que o planejamento pré-tarefa seja benéfico independentemente da forma que assuma. Este estudo de pequena escala pode contribuir para discussões teóricas acerca da produção oral em L2 e o tratamento pedagógico do planejamento oral na sala de aula de L2.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Diêgo Cesar Leandro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutorando PPGEL-UFRN.

Janaina Weissheimer, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte

Janaina Weissheimer possui graduação em Letras Português-Inglês pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1999), mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2002) e doutorado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Realizou estágio pós-doutoral (bolsista CAPES) no Kutas Cognitive Electrophysiology Lab na University of California San Diego (UCSD) de 2014 a 2015. É professora associada do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em Natal, membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGEL-UFRN), atuando na linha de pesquisa sobre Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras, e colaboradora no Instituto do Cérebro da UFRN. Tem experiência na área de Psicolinguística, com ênfase em Aprendizagem de Inglês como Segunda Língua (L2), atuando principalmente nos seguintes temas: Memória Operacional e desenvolvimento de habilidades na L1 e L2, especialmente da fala, leitura e escrita e aprendizagem mediada por tecnologias digitais. Seus interesses atuais de pesquisa estão voltados para o estudo dos correlatos neurais e comportamentais da leitura, da dislexia e do bilinguismo através de estudos de eletroencefalografia e neuropsicológicos. 

Downloads

Publicado

2020-05-08

Como Citar

Leandro, D. C., & Weissheimer, J. (2020). O Planejamento leva à Perfeição? Os Efeitos de Diferentes Condições de Planejamento Pré-Tarefa sobre o Desempenho Oral em L2. Revista Da Anpoll, 51(1), 170–183. https://doi.org/10.18309/anp.v51i1.1410

Edição

Seção

Estudos Linguísticos (2020)